Tiro que matou vendedor pode ter partido da polícia

Tiro que matou vendedor pode ter partido da polícia

Publicado em

Polícia Civil vai analisar câmeras de segurança que flagraram a ação. | Foto: Marcelo Feitosa


Delegacia de Homicídios recolheu armas de agentes para perícia.

A Polícia Civil está investigando se o tiro que vitimou o vendedor Thiago da Conceição Marins, de 31 anos, partiu de policiais militares do programa Niterói Presente. O rapaz foi baleado, na noite da última sexta-feira (30), próximo ao Plaza Shopping, no Centro de Niterói, onde trabalhava em uma loja de brinquedos, durante confronto entre os agentes e criminosos que tentavam furtar uma moto.

De acordo com a delegada Barbara Lomba, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG), está sendo apurado se o disparo que vitimou Thiago partiu da arma de PMs. Lomba também informou que as armas de todos os agentes que participaram da ação e se apresentaram à especializada foram apreendidas e serão periciadas.

Imagens de câmeras do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) da Prefeitura de Niterói também serão analisadas. Barbara Lomba ainda pediu que lojistas e moradores da região que possuam imagens do momento do fato, as apresentem a delegacia para colaborar com as investigações.

Agentes da DHNSG realizaram, na manhã desta segunda-feira (02) diligências com o objetivo de recolher imagens de câmeras de segurança do shopping e de comércios e residências da região. Para a Polícia Civil, o conteúdo das gravações é fundamental para que se possa entender toda a dinâmica do fato.

Vídeo – Um vídeo que retrata a ação está circulando nas redes sociais. Na filmagem, um agente do Niterói Presente que, segundo a Polícia Civil, seria um policial militar lotado no 12º BPM (Niterói), atirando contra os suspeitos que tentavam fugir na moto furtada, sem que eles estivessem com arma em punho.

O caso – Thiago morreu após ser vitimado por uma bala perdida, na noite da última sexta-feira, próximo à entrada do Plaza Shopping, no Centro de Niterói. Ele chagou a ser socorrido ao Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no dia seguinte. Na ocasião, estava havendo confronto entre agentes do programa Niterói Presente e criminosos que tentavam furtar uma moto.

Um dos suspeitos também morreu durante a ação. Outro acusado e uma idosa que passava pelo local também foram baleados, mas tiveram apenas ferimentos leves. A mulher foi liberada após receber atendimento médico enquanto o suspeito foi preso e conduzido à sede da DHNSG.

De acordo com a Polícia Militar, os criminosos saíram em fuga do Morro do Estado e tentaram roubar uma moto na Rua Andrade Neves, que fica nas proximidades do shopping. Agentes do Niterói Presente flagraram a ação e, ao dar ordem de prisão, os assaltantes resistiram, dando início ao confronto.

Por meio de nota, "a Prefeitura de Niterói lamenta profundamente que a ação contra a criminalidade tenha resultado na morte de duas pessoas, entre elas Thiago da Conceição Marins, 31 anos, um vendedor que estava próximo ao local onde dois bandidos que haviam roubado uma moto foram confrontados pelos policiais do programa Niterói Presente."

Fonte: O Fluminense

 

Niterói Online 19/09/2019 às 05h31 Polícia

Veja Também

Comentários

Adicionar Comentário
sentiment_dissatisfied

Opsss... Ainda Não Temos Comentários Para Exibir!

Deixe Seu Comentário

Faça Sua Avaliação!