São Francisco pede policiamento

São Francisco pede policiamento

Publicado em

Moradores do bairro reclamam de assaltos frequentes, um dos últimos ocorreu na Rua Coronel Américo Fróes


Um dos últimos crimes no bairro ocorreu na Américo Fróes, onde bandidos armados roubaram um carro - Marcelo Feitosa

Moradores de São Francisco, na Zona Sul de Niterói, continuam sofrendo com assaltos. Um dos casos mais recentes ocorreu na noite de terça-feira (20). De acordo com testemunhas, bandidos em um Honda Fit branco roubaram um Jeep branco na Rua Coronel Américo Fróes. Os criminosos também levaram pertences da vítima e chegaram a pedir a senha do celular dela. 

Um morador da Coronel Américo Fróes disse que os assaltos no bairro são frequentes e que não sai mais de casa à noite, com medo. Ele fez um desabafo pelas redes sociais.

“Infelizmente São Francisco não é mais o bairro que era antigamente. Fui nascido e criado aqui. Era um tempo em que as pesssoas ficavam conversando nos portões das suas casas e as crianças brincavam nas calçadas. Hoje em dia basta escurecer para a gente ficar dentro de casa. Não aguentamos mais conviver com tantos assaltos. Eu também fui assaltado aqui e é difícil conhecer alguém que ainda não tenha sido”, lamentou.

Pelas redes sociais, outros moradores do bairro também relataram casos de violência.

“Fui assaltada, a mão armada, pela segunda vez em menos de um mês em São Francisco. Às 6h da manhã na Rua Tupinanbás, quase esquina com Timbiras. Levaram o carro e pertences. Não podemos continuar assim”, postou uma moradora.

Memória – No último dia 8, bandidos armados renderam uma família que saía de um prédio na Rua Tocantins para pegar um Uber. O crime aconteceu por volta de 18h45. Na ocasião, as vítimas, um homem com três crianças e o motorista de aplicativo, foram retirados do veículo por bandidos armados que chegaram em outro carro e fecharam a pista. Testemunhas contaram que as crianças ficaram traumatizadas. O crime foi gravado por câmeras de segurança e registrado na 79ª DP (Jurujuba). 

Encontro marcado com a PM

De acordo com Marinice Machado, vice-presidente do Conselho Comunitário de São Francisco (CCSF), foi marcado para o para o dia 4 de dezembro, no Salão da Paróquia de São Francisco, um encontro com o comandante da 4ª Cia da Polícia Militar, responsável pelo patrulhamento na região. Na reunão, os moradores vão pedir providências da polícia. 

“Já realizamos um abaixo-assinado para pedir mais policiamento na região e fizemos passeatas, mas até agora não percebemos muita melhora. Precisamos de estratégias de combate mais eficientes para dar conta dessa situação caótica em que estamos vivendo. Tivemos uma reunião com representantes da prefeitura e, na ocasião, nós falamos sobre o desejo dos moradores do bairro em ter o Programa Niterói Presente em São Francisco. Estamos esperando isso acontecer ”, declarou.

Em nota, a Prefeitura de Niterói informou que “ao implantar o programa Niterói Presente nos bairros de Icaraí, Centro, Santa Rosa e Fonseca, o efetivo da Polícia Militar que atuava nesses bairros ficou livre para reforçar o policiamento em outras áreas da cidade”. 

A nota informa que a prefeitura compreende a legitimidade do anseio da população e entende este pedido como uma demonstração de reconhecimento do sucesso do programa Niterói Presente.

Subnotificação atrapalha polícia

De acordo com o setor de investigação da 79ª DP (Jurujuba),  grande parte dos roubos que muitas das vezes são relatados pelos moradores do bairro nas redes sociais, não são comunicados pelas vítimas na delegacia responsável pelas investigações dos crimes na área, o que gera subnotificação e dificulta o mapeamento das estatísticas que formam a mancha criminal. Os dados catalogados através dos registros de ocorrência são repassados a Polícia Militar, que é reponsável pelo patrulhamento ostensivo nas ruas da cidade.

Apesar dos relatos dos moradores, que denunciam frequentes assltos no bairro, a distrital informou que não houve registro de aumento no número de casos de roubos na região.  De acordo com o último levantamento divulgado pelo Instituro de Segurança Pública (ISP), foram contabilizados 94 casos de roubos em outubro deste ano, contra 110 ocorrências registradas no mesmo período em 2017, uma redução de 15%.

Até o fechamento desta edição, o roubo do Jeep na Américo Fróes ainda não havia sido registrado na delegacia da área. 

Fonte:  O Fluminense

Niterói Online 21/02/2019 às 04h43 Polícia

Veja Também

Comentários

Adicionar Comentário
sentiment_dissatisfied

Opsss... Ainda Não Temos Comentários Para Exibir!

Deixe Seu Comentário

Faça Sua Avaliação!