Pezão é flagrado com dólares e euros na prisão

Pezão é flagrado com dólares e euros na prisão

Publicado em

Agentes encontraram o dinheiro durante vistoria no Complexo Prisional da Polícia Militar, no Fonseca


Agentes encontraram o dinheiro durante vistoria no Complexo Prisional da Polícia Militar, no Fonseca
Agentes da Corregedoria da PM encontram, durante vistoria no Complexo Prisional da Polícia Militar, no bairro do Fonseca, em Niterói, euros, dólares, pesos colombianos e yuans (moeda chinesa) com o governador Luiz Fernando Pezão, que está preso. Segundo informações preliminares, ele presta depoimento neste momento.

Durante a vistoria na unidade prisional também foram localizados sete celulares nas celas de outros presos, que foram encontrados com o auxílio de equipamentos que detectam metais. A corregedoria já havia feito outras duas inspeções na unidade no início do mês, mas nenhuma irregularidade havia sido encontrada.

Vistoria – A Polícia Militar (PM), com o apoio das Forças Armadas, realiza nesta sexta-feira (21) operação de varredura no Batalhão Prisional da corporação em Niterói. Esta é a terceira vistoria feita na unidade neste mês e a primeira com a participação de homens do Exército, no âmbito da intervenção federal.

De acordo com o Comando Conjunto, 260 homens participam da ação, sendo 160 das Forças Armadas e 100 da Polícia Militar. O objetivo é realizar inspeção visual e varredura com aparelhos eletromagnéticos nas instalações da unidade prisional, para localizar materiais não permitidos. As autoridades informaram que só divulgarão mais detalhes após o fim da operação.

O Batalhão Prisional é o local onde ficam presos os PMs que cometeram crimes militares ou comuns que aguardam julgamento ou que ainda não tiveram a condenação transitada em julgado.

É nessa unidade que está detido o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, preso no dia 29 de novembro na Operação Boca de Lobo. Ele está sozinho em uma sala de Estado Maior, que é uma espécie de cárcere especial, sem as características de uma cela.

O ambiente consiste em sala de 3 por 4 metros sem grades, que conta com cama, prateleira e mesa, além de banheiro. O ambiente é monitorado por câmeras de segurança. Pezão tem direito a ficar no local por estar no exercício do mandato.

Fonte:  O Fluminense

Niterói Online 21/02/2019 às 04h34 Polícia

Veja Também

Comentários

Adicionar Comentário
sentiment_dissatisfied

Opsss... Ainda Não Temos Comentários Para Exibir!

Deixe Seu Comentário

Faça Sua Avaliação!