Passageiros no meio do fogo cruzado

Passageiros no meio do fogo cruzado

Publicado em

Um motorista de ônibus tenta se proteger dos tiros na Estrada da Garganta | Foto: Marcelo Feitosa


Estrada da Garganta precisou ser fechada durante uma operação no Complexo do Viradouro.

Por Vitor d'Avila

Passageiros de ônibus e pedestres que passavam pela Estrada da Garganta viveram momentos de pânico na manhã desta segunda-feira (12), ao procurar abrigo para se esconder do tiroteio entre policiais e criminosos, próximo às comunidades da Igrejinha e Chiqueirinho. O trânsito na via, que liga a Zona Sul de Niterói ao Largo da Batalha, chegou a ficar interrompido por cerca de meia hora.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o Batalhão de Choque (BPChq) e o Batalhão de Ação com Cães (BAC) realizaram operação para reprimir o tráfico de drogas em comunidades do Complexo do Viradouro desde as primeiras horas do dia. Um suspeito morreu em confronto com os agentes, dois foram presos em flagrante e um menor de idade foi apreendido na ação.

Por volta de 5h10, moradores da região relataram, através do aplicativo Onde Tem Tiroteio (OTT), os primeiros disparos ouvidos na operação. Às 10h, começaram confrontos nas regiões da Igrejinha e do Chiqueirinho. O tiroteio assustou quem passava pela Estrada da Garganta, que divide as duas comunidades. Passageiros de ônibus que passavam pela via precisaram se abrigar em comércios, pois o trânsito ficou parcialmente interrompido no meio do fogo cruzado.

"A sensação é horrível. De que a gente vai entrar no ônibus e tomar um tiro a qualquer momento", disse uma passageira de um dos coletivos que ficaram presos no trânsito durante a troca de tiros. Policiais do Choque auxiliaram no embarque dos passageiros nos ônibus e coordenavam o trânsito na localidade. Mesmo após o cessar fogo, pessoas ainda se abaixavam dentro dos coletivos, com medo dos tiros.

Operação foi realizada durante toda a manhã
Foto: Marcelo Feitosa

Um suspeito morreu em confronto com os policiais em um dos acessos à Comunidade da Igrejinha, próximo à Estrada da Garganta, por volta de 8h. Ele estava dentro de um carro, modelo Fiat Punto, com dois comparsas e chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Outros dois também foram baleados na troca de tiros, mas conseguiram fugir a pé em direção à comunidade.

Um fuzil modelo AK-47, um rádio transmissor e drogas a contabilizar foram apreendidos no carro utilizado pelo bando, que era clonado, usando placas e numeração de chassi de outro automóvel, do mesmo modelo. Buscas foram realizadas pelos fugitivos, mas os suspeitos não foram localizados. O caso foi registrado pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG), que realizou a perícia no veículo.

Em outro ponto da Igrejinha, um homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas. Ele estava em uma rua, tentando fugir do local, quando foi abordado pelos policiais do Choque. Com ele, foram apreendidos uma pistola calibre 9mm com munições intactas, um rádio transmissor e drogas a contabilizar. A 76ª DP (Centro de Niterói) registrou a ocorrência.

Fonte: O Fluminense

Niterói Online 19/08/2019 às 13h15 Polícia

Veja Também

Comentários

Adicionar Comentário
sentiment_dissatisfied

Opsss... Ainda Não Temos Comentários Para Exibir!

Deixe Seu Comentário

Faça Sua Avaliação!