Mudanças à vista em Camboinhas

Mudanças à vista em Camboinhas

Publicado em

Obra, que promete melhorar o fluxo da região, contará com estações do BHLS, ciclovias, além de jardim


Projeto da Prefeitura de Niterói pretende transformar a rótula de Camboinhas em uma moderna praça | Foto: Ilustração

Por Carolina Ribeiro

A entrada para o bairro de Camboinhas, na Região Oceânica de Niterói, poderá passar por mudanças após estudos da Prefeitura de Niterói. O objetivo é ampliar a área da rotatória já existente para melhorar o trânsito da região, principalmente, nos congestionamentos em dias de forte calor. O ponto ganhará ainda duas estações de ônibus BHLS. 

A Secretaria Municipal de Urbanismo e Mobilidade informou que está elaborando um projeto de readequação da entrada, considerando a criação de uma nova rotatória em forma de praça com jardins, similar à entrada da Avenida Central. Para isso, um terreno próximo será desapropriado para dar mais espaço à intervenção. 

A nova praça contará com uma estação BHLS, já chamada de Estação Camboinhas. Diferente das demais, a estação será pelo lado direito para permitir a parada das linhas 0C1 e 39, que fazem o trajeto Centro/Piratininga. O paisagismo será integrado ao do Parque Orla Piratininga, projeto de revitalização da Lagoa de Piratininga que ainda está sendo desenvolvido.

Segundo a Prefeitura, além do incentivo à mobilidade sustentável, com a qualificação da estação de ônibus com bicicletário, a nova praça acabará com o conflito viário entre quem quer entrar em Camboinhas e quem deseja sair de Piratininga. O orçamento será elaborado após o projeto executivo ficar feito.

Apesar de não divulgar a data para a mudança, a Prefeitura de Niterói já elaborou um esboço de como poderá ficar a praça. Pela imagem, é possível ver ciclovias em ambos os sentidos, inclusive passando pelo Canal de Camboatá através de uma ponte, além de dois pontos de ônibus no mesmo formato da Transoceânica.

Através de seu blog pessoal, o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), Axel Grael, ressaltou que o trecho sofre com engarrafamentos nos dias de verão, com a forte procura pela praia.

“A solução ordenará melhor o acesso, oferecerá uma alternativa adequada para a localização da estação do BHLS da TransOceânica e permitirá a conexão da Ciclovia TransLagunar (parte do Sistema Cicloviário da Região Oceânica) entre Camboinhas e o Parque Orla de Piratininga”, explicou.

Tanto o Sistema Cicloviário da Região Oceânica, que implantará mais de 60 km de vias cicláveis, como o Parque Orla de Piratininga - POP, são componentes do Programa Região Oceânica Sustentável - PRO Sustentável, desenvolvido pela Prefeitura de Niterói e financiado pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina - CAF.

Fonte: O Fluminense

Niterói Online 15/10/2019 às 05h59 Cidades

Veja Também

Comentários

Adicionar Comentário
sentiment_dissatisfied

Opsss... Ainda Não Temos Comentários Para Exibir!

Deixe Seu Comentário

Faça Sua Avaliação!