Com obras finalizadas, IFRJ já recebe novos alunos em fevereiro

Com obras finalizadas, IFRJ já recebe novos alunos em fevereiro

Publicado em

Unidade localizada no Sapê, na Região de Pendotiba, tem capacidade para atender até 1.500 alunos


Estão abertas 168 vagas para o ensino médio técnico em administração ou informática até a próxima sexta-feira = Foto: Evelen Gouvêa

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRJ), no Sapê, em Niterói, foi inaugurado na manhã desta terça-feira (18). O local teve as obras, em andamento desde 2015, finalizadas, e as aulas começam em fevereiro na unidade. Estão abertas 168 vagas para o ensino médio técnico em administração ou informática até a próxima sexta-feira (21).

A cerimônia de inauguração contou com a presença de alunos, professores e servidores que atuarão no campus de Niterói, além de autoridades do IFRJ, Ministério da Educação (MEC) e da Secretaria Municipal de Educação de Niterói. Mesmo sem a unidade finalizada, as aulas já estavam sendo ministradas de maneira provisória desde julho de 2016 no prédio da Fundação Oscar Niemeyer, no Centro. Em 2018, o campus atendeu cerca de 600 alunos e pode chegar a aproximadamente 1.500 estudantes na nova sede.

“Os cursos foram muito bem trabalhados, criamos uma unidade que atende às necessidades da cidade. Em breve, teremos o curso de graduação de engenharia da produção e os de pós em gestão de serviços, tecnologias educacionais e gestão de projetos ambientais. Não temos dúvida de que estamos vindo para modificar a história de Niterói”, opinou Eudes Pereira, diretor do Campus Niterói.

Em sua fala, o reitor do IFRJ, Rafael Almada, lembrou da luta para implementar a unidade desde 2012, começando com cursos de extensão e conquistando aos poucos uma sede. O reitor também comentou sobre os atrasos e até a paralisação da obra por falta de recursos, acrescentando que a construção chegou a atingir uma dívida de R$ 4 milhões.

“A obra já está finalizada, os materiais de mobiliário, ar-condicionado, computadores para laboratórios e outros foram comprados, estão chegando. Estamos tentando mais recursos para comprar mais equipamentos, mas precisamos ocupar esse espaço”, salientou.

Representando o MEC, Romero Raposo, secretário da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), comentou sobre a quantidade de obras paralisadas no governo há alguns anos, incluindo o campus Niterói. O secretário, no entanto, reforçou a importância de institutos de educação profissionalizante como o IFRJ no desenvolvimento do país.

A questão também foi levantada pela secretária de Educação, Ciência e Tecnologia de Niterói, Flávia Monteiro. Para ela, o instituto foi desejado na cidade por trazer novas oportunidades na escolarização da juventude local, mas também por impactar no desenvolvimento econômico do município.

Apesar de convidados, o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, e o prefeito em exercício do município de Niterói, Paulo Bagueira, não compareceram.

Fonte:  O Fluminense

Niterói Online 21/02/2019 às 04h32 Cidades

Veja Também

Comentários

Adicionar Comentário
sentiment_dissatisfied

Opsss... Ainda Não Temos Comentários Para Exibir!

Deixe Seu Comentário

Faça Sua Avaliação!